domingo, 17 de janeiro de 2010

REMOÇÃO DA BLINDAGEM

POSSO REVERTER A BLINDAGEM DO MEU VEÍCULO ?
Se você é um daqueles que acabaram de comprar um veículo blindado, cuja decisão de compra foi baseda, mais no modelo e no valor da negociação, do que na proteção balística, certamente deve estar se perguntando se a blindagem não pode ser removida do veículo. A quantidade de clientes que nos fazem esta solicitação não é pequena, desde o aficcionado por Mercedes Benz, que adquiriu um "Classe E" 2000 impecável (muita gente ainda acha um "crime" blindar um Mercedes Benz!), ao novo proprietário de um Omega 2003, que arrematou seu veículo por um excelente valor num leilão realizado em São Paulo, mas mora no interior do Rio Grande do Sul.

A substituição dos vidros blindados por vidros originais, além de economicamente inviável, deixaria buracos enormes entre o vidro e o acabamento do veículo, uma vez que painel e forração de portas são cortados para receber os vidros blindados. O que geralmente se faz, quando o cliente não deseja mais a blindagem, é remover a camada interna do vidro blindado (lâmina de policarbonato) que provoca a delaminação. Desta forma, o vidro mantém-se quase da mesma espessura. Como a remoção da camada de policarbonato acarreta perda de proteção balística, a MDV Blindados somente executa este serviço mediante termo de responsabilidade assinado pelo cliente. O valor e o tempo de execução deste serviço costuma ser o mesmo da recuperação de um vidro delaminado.


Quanto à blindagem opaca (manta balística e aço), o negócio é ainda mais complicado. Para remover a manta e o aço, é necessário desmontar todo o acabamento do veículo. Além disso, na instalação da manta e do aço, as blindadoras removem os grampos de fixação do acabamento interno, que é redimensionado ao receber o material balístico. Portanto, a reversão demandaria muito material e mão de obra ($$$).

28 comentários:

LUCAS disse...

EU GOSTARIA DE SABER QUAIS SÃO OS PREJUIZOS REFERENTE A RESISTÊNCIA DA BLINDAGEM QUANDO EU RETIRO O POLIMERO INTERIOR DO VIDRO?

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Lucas,
A camada deste polímero (policarbonato) tem a função de reter os estilhaços do vidro. Além disso, quando perfeitamente colada ao pacote balístico, também absorve parte da energia do impacto do projétil. A remoção do policarbonato elimina esta proteção. Infelizmente, a única maneira de se avaliar com precisão a redução do nível de proteção seria um novo ensaio balístico ( oq ue dstruiria a peça). Dependendo das diferenças de espessura (antes x depois da remoção do polímero) e da composição do pacote balístico, o nível de proteção final irá variar.

Anônimo disse...

Não existe nenhum tipo de arma que quando disparada num vidro laminado de 17 mm não vai provocar estilhaços.

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro visitante anônimo,

Não sei se você está fazendo uma afirmação ou pergunta.
Se você estiver se referindo a um vidro laminado blindado, que é o nosso tema, você está enganado se estiver fazendo uma afirmação. Todo vidro laminado blindado é produzido com uma camada anti-estilhaço, correspondente ao calibre que foi projetado para suportar. Temos exemplos bem conhecidos no mercado de vidros, com espessura inferior a 17mm e que seguram os estilhaços após receberem disparos de calibre .38, por exemplo. Sugiro visitar o site da Armura, cuja blindagem apresenta vidros com menos de 17mm de espessura, resistentes a estilhaço.

Anônimo disse...

Ok, a questão é uma só! tem como retirar a blindagem? sendo caro o valor ou não? quem poderia fazer o serviço? obrigado

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Amigo,

Retirar a blindagem é possível, porém definitivamente inviável economicamente. Por isso, não se tem registro de um carro sequer que teve sua blindagem 100% removida.
Se estiver disposto a pagar por isso, recomendo contatar uma oficina especializada em funilaria(lanternagem) e tapeçaria que, após a desmontagem total da forração do veículo, substituirá todas as peças danificadas por ocasião da blindagem.

Sandro disse...

Olá Georgios,

Tenho uma A3 2 portas ano 97 e gostaria apenas de tirar as delaminações dos vidros laterais, quanto ficaria este serviço para tirar a tal camada que provoca a delaminação?

Obrigado,
Alex

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Alex,

Para orçamentos, sugiro que leve seu veículo à sua oficina de confiança.
Caso opte pela MDV, teremos prazer em fazer uma avaliação mais precisa dos danos e te sugerir a opção mais econômica.
Um abraço!

Anônimo disse...

Qual o procedimento ideal para a troca somente dos vidros de uma defender 2004? Fica cara essa subistituicao? E quanto a documentacao? muda alguma coisa?
** OBRIGADO POR PARTILHAR TANTA EXPERIENCIA **

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Amigo,

A substituição dos vidros blindados por vidros originais, deixa buracos enormes entre o vidro e o acabamento do veículo, uma vez que painel e forração de portas são cortados para receber os vidros blindados. Como saber se é viável este procedimento? Em primeiro lugar, eu pesquisaria o custo dos novos vidros, o preço para ajustar as fendas/canaletas das portas e tampa traseira para as dimensões originais, custo para substituir os suportes das máquinas de vidro das portas dianteiras e as máquinas completas das portas traseiras, além de alinhamento dos vidros originais (pode ser que a forração e elementos de fixação da porta também precisem ser substituídos). Isso é trabalho para um bom funileiro/tapeceiro. Em relação ao pára-brisa, a substituição é mais simples, porém o acabamento fica sofrível, uma vez que o painel, geralmente é recortado para poder acomodar o vidro blindado (mais espesso). Em segundo lugar, pesquisaria o preço de portas inteiras (vai que algum desmanche tenha as portas em bom estado ?!), para substituírem as blindadas, para ver o que compensa fazer. Neste caso, além do acabamento melhor, haveria maior redução de peso.
Resumindo, não estou convencido que, para um carro blindado, com quase 8 anos de idade, compense todo este investimento e trabalho. Quanto à documentação, não sei que documento você tem ( certificado de veículo blindado ou documento original com a observação de “blindado” ) e também não sou expert neste assunto. Um bom despachante, homologado pelo Exército, poderá te dar a resposta correta. Se algum for leitor desta coluna, estamos abertos às suas recomendações.
Grande abraço!

Anônimo disse...

Ola ! Gostaria de tirar uma dúvida que já percebi ser a de varios leitores ...

1 - Retirando as portas completas e vidros todos ..pondo vidros normais e outras portas posso retirar a blindagem dos docs do carro ?

2 - Segundo caso se retirar tudo igualmente como a pergunta anterior ainda teria que fazer alguma legalização com o exercito se o carro continuasse com a observação blindado nos docs ?

Anônimo disse...

comprei um corolla 2006 em um leilao ,so que estou pensando em retirar toda a blindagem,inclusive subistituir as4 portas, trocas o parabrisa e ovidro traseiro.isso poderar me gerar algum problema ,sendo que o mesmo nao consta no documento a blindagem?

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caros amigos,

Como nossa especialidade não é documentação, seria leviano fazer alguma recomendação a respeito. Como consumidor, eu faria uma busca na internet e digitaria “despachante blindados”. O buscador mostrará algumas empresas especializadas em legalização de veículos blindados. Boa sorte!

Anônimo disse...

e no caso de acidentes o vidro sem delaminação provocaria estilhaço, o que acha da ideia de colocar uma pelicula antivandalismo?

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Amigo,

Isso, já é feito (ou pelo menos, deveria ser feito), quando a camada de policarbonato é removida. Aplica-se uma película anti-vandalismo para segurar os estilhaços em caso de acidente , o que também pode ser feito com qualquer vidro automotivo original. Entretanto, definitivamente, esta película não confere a mesma proteção que a camada de policarbonato retirada ( que segura os estilhaços em caso de disparos de armas de fogo).
Abraço.

seu madruga disse...

ola amigo, obrigado pelas dicas e informações! eu tenho um passat variant nivel IIIA, queria saber se fica muito dificil e $$$ retirar a blindagem apenas das portas e do teto, pra aliviar um pouco do peso.
alem disso, no contrato de instalaçao da blindagem, diz que o peso total dela é de 175 kg, é isso mesmo? pois parece que o carro esta com uns 500kg a mais, pois nao da pra passar numa lombada a mais de 20kmh que ele bate a parte baixa da frente no chao. :(
obrigado!

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro amigo,

Como já postei anteriormente, a questão é o custo. Acho que o custo para esta operação não é viável.
Quanto ao peso, a blindadora tem a obrigação de declarar o valor correto (o aumento de peso raramente passa de 250kg). Com este aumento de peso, as blindadoras costumam trocar as molas originais do veículo, por outras mais reforçadas. Com o tempo, estas molas vão perdendo a potência e devem ser substituídas. Se faz muito tempo que não as troca, sugiro que faça uma revisão nas mesmas. Com molas novas e apropriadas, certamente não enfrentará mais este tipo de problema. Boa sorte!

Henrique Carpejane disse...

Ola me chamo henrique, e estou pensando em comprar um vectra elite blindado mas tenho algumas duvidas.

Gostaria de saber se a blindagem do carro tem uma vida util?

gostaria de saber se uma vez que o veiculo é blindado é necessario fazer algum tipo de reparo ou manutençao?

Sds. Henrique Carpejane

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Prezado Henrique,

Os principais materiais utilizados na blindagem automotiva são a manta de aramida (“kevlar”) o aço inox e o vidro balístico. Com exceção do vidro, não há limite para validade dos demais materiais. Há diferentes composições de vidros balísticos. Vidros com camada de policarbonato costumam durar, em média, 5 anos, até que comecem a delaminar. Quando isso ocorrer, será necessário fazer a manutenção destas peças, para que se mantenha a proteção balística. Vidros sem camada de policarbonato levam mais tempo para delaminar.

Como a blindagem aumenta o peso do veículo, dependendo do uso, as molas traseiras precisam ser substituídas.
Boa sorte na compra!

Anônimo disse...

Bom dia! Gostaria de saber até onde é verdade que a retirada do policarbonato do vidro blindado faz com que o mesmo perda sua capacidade balistica, uma vez que a mesma tem como principal característica não deixar estilhaços ferirem passageiros que estão no interior do veículo. Minha observação vem do fato de já ter acompanhado um teste com vidro que teve sua camada de policarbonato retirada e substituída por uma película anti-vandalismo; sendo que vidro suportou 5 disparo de uma 380 sem ocorrer penetração e sem estilhaços em um vidro nível III-A. Grato pela atenção.

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Prezado,

A película anti-vandalismo é um paliativo, longe da performance do policarbonato. 99% dos veículos blindados utilizam vidros com nível de proteção III-A, que resistem a disparos de Magnum .44 e similares (massa = 8 a 15,6g e veloc.= 426 +- 15m/s), segundo a Norma ABNT NBR15000. Se fosse o contrário, todos os fabricantes utilizariam a película anti-vandalismo (que é infinitamente mais barata) em vez do policarbonato (vale frisar que não é qualquer tipo de policarbonato que tem esta propriedade).

Ao remover a camada de policarbonato, o mesmo vidro não mais suportará os 5 disparos deste mesmo calibre, sem que haja transfixação. É possível, assim como você mencionou, que este mesmo vidro, com ou sem a aplicação de filme anti-vandalismo, suporte disparos de armas de menor calibre. O fundamental desta história é o que devemos dizer aos nossos clientes. Na minha opinião, não seria nada prudente garantir a proteção balística, para qualquer calibre que seja, uma vez que as características originais do vidro foram alteradas e somente o fabricante desta peça teria condições de dizer quanto resiste seu produto. Abraço.

Marco Correia disse...

Olá amigo! Tenho uma Dord explorer ano 2000 blindada V8 4x4, mas precisa fazer a delaminação(acho que é isso) nos vidros do motorista, carona e dianteiro....Oque é delaminação? Tem uma idéia de custo deste serviço?

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Marco,

Em nossso post de dez/2009, você encontrará a definicção e ilustração de delaminação (http://blogdoblindado.blogspot.com.br/2009/12/coisas-que-voce-gostaria-de-saber-sobre.html).
Quanto aos preços dos serviços, sugiro contatar um prestador de serviço. Caso queira a cotação da MDV Blindados, acesse o link: http://www.mdvblindados.com.br/blindados.php
Um abraço.

Anônimo disse...

Eu Estou retirando a blindagem de uma Zafira. caso queira fotos posso enviar. Sai mais barato realizar cada parte em uma oficina especifica. Enviei o carro em uma empresa especializada em higienização de veículos, custo R$ 800,00 com desmontagem total, lavagem de bancos, forros, etc... ficou pronto, levei ela desmontada em guincho a uma funilaria R$ 60,00. Na funilária retirei todo o aço e kevlar do carro R$ 500,00. Agora vai para uma empresa de vidros. Encontrei os vidros novos em uma empresa de blindagem (vidro retirado de um veiculo 0KM com nota fiscal) R$ 1300,00 + 700 de execução. As fixações retiradas pela empresa de blindagem serao substituidas por cola de forma que possa ser retirada para eventuais reparos posterior em caso de alguma avaria. Ainda tive uma oferta para a compra dos vidros blindados mesmo delaminados. Depende do veiculo vale a pena. No meu caso, meu carro nao pode ser vendido pois estou pagando débitos de documentos parcelados com o Estado. Caso contrario venderia o carro até pela metade do outro e compraria outro. Dá menos trabalho. Fiz mais por curiosidade. Assim que ficar pronto posto aqui outro comentário.

Anônimo disse...

Georgios, bom dia!
Teria como cotar a substituicao de um parabrisa dianteiro, nivel IIIA, cayenne 2011.

abracos

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Amigo,

O custo do para-brisa blindado varia conforme o fornecedor. Caso queira cotar na MDV, peço a gentileza de contatar um de nossos técnicos em blindagem (11-3868-9797) ou enviar um e-mail. Abraço.

Anônimo disse...

Caro Amigo;

sua respostas me deram uma aula e tirei quase todas minhas duvidas! Comprei uma CLK 430 99/99 Blindada, mandei substituir vidro traseiro, e os 2 laterais esquerdo e mandei o restante para manutenção. Hoje fiquei sabendo que o Para Brisa esta sem a camada de policarbonato, existe manutenção para isso? É possivel reparos sem a substituição??? Fica seguro após manutenção? Obrigado

Georgios Fotopoulos / MDV Blindados disse...

Caro Amigo,

Tecnicamente, não há problema em instalar a camada de policarbonato em um vidro usado e a segurança é restabelecida (camada anti-estilhaço). Entretanto, no caso do para-brisa, a chance do vidro ficar com uma distorção ótica insuportável é muito grande. Por isso, esta "solução" não é recomendada. Como o custo da camada de policarbonato não é baixo, se quiser restabelecer a segurança original da peça, é melhor gastar um pouco mais e encomendar um pára-brisa novo. Abraço.